Streaming e IPTV: mais ofertas para o provedor rentabilizar os ganhos

Streaming e IPTV: mais ofertas para o provedor rentabilizar os ganhos
FACEBOOK
LINKEDIN
TWITTER

O lazer agora está em casa. Com cinemas fechados, teatros inoperantes e shows cancelados, a diversão e o entretenimento sem dúvida migraram para dois serviços que estão em constante aceleração, e que prometem trazer rentabilidade aos provedores: o streaming (OTT, ou over-the-top) e a IPTV. (Internet ProtocolTelevision), ou sinal de TV via protocolo IP.

Diferentemente das TVs por assinatura, que transmitem suas programações em tempo real via cabo ou satélite, as programações de OTT e IPTV são transmitidas via Internet e ficam salvas em um servidor, podendo ser acessadas por VoD (por demanda) pelo usuário. Além da flexibilidade VoD, os dois recursos ainda oferecem menores custos e estruturas menos complexas.

OK, mas como o provedor pode agregar valor ao seu negócio e rentabilizar seus serviços com a oferta de streaming e IPTV? Já comentamos um pouco sobre isso aqui mesmo no blog da Eletronet, tempos atrás. Mas dessa vez reunimos tudo o que você precisa saber para aproveitar essa tendência. Confira!

Mas OTT e IPTV não são a mesma coisa então? 

Em primeiro lugar, é preciso explicar essa diferença. Enquanto o OTT oferece a transmissão de serviços terceirizados por meio de plataformas, como as da Netflix e do Youtube, a IPTVrealiza a transmissão de canais de TV via Internet. O modo mais fácil de entender o conceito de IPTV é pensar nesse serviço como um híbrido entre streaming e TV a cabo.

Aprincipal diferença técnica entre os dois é que o OTT utiliza o canal de Internet usado para a navegação em geral, enquanto na IPTV, o serviço é realizado por meio de uma rede privada e infraestrutura mais dedicada, reduzindo os riscos de interferências na conexão e problemas, como a queda de velocidade.

Pirataria e o aumento do consumo de OTT e IPTV

Em segundo lugar, é preciso deixar claro que estamos falando aqui sobre o streaming e, principalmente, o IPTV completamente legalizado – e não o pirata. Infelizmente, a transmissão de TV paga via Internet ainda é muito associada com os “gatos”, serviços não autorizados pelos canais oferecidos muitas vezes por empresas estrangeiras, com lentidão e instabilidade.

Já o streaming e o IPTV legalizado são providos por empresas locais sérias que possuem os direitos de exibição dos canais de TV e do conteúdo e, muitas vezes, têm sua própria plataforma de distribuição,sem problemas de travamento e com qualidade de imagem em até 4K para os canais com esta resolução disponível.

Dito isso, é preciso ressaltar o aumento da procura por esses serviços, ainda mais com os consumidores passando mais tempo em casa. Segundo pesquisa recente da Conviva, o streaming cresceu 20% globalmente em março de 2020, quando foi declarada a pandemia pela OMS, em comparação com os números de duas semanas anteriores. Já o mercado de IPTV pode chegar à receita estimada de R$449 bilhões até 2025, segundo a Research&Markets.

Plataforma e parcerias

Mas por onde eu, provedor, posso começar? Existem duas formas para oferecer o serviço legalmente: avaliando a criação de suas próprias plataformas (definindo um projeto e estrutura, analisando perfil dos clientes, o line-up da programação e a localização geográfica); ou entrando em contato com empresas de IPTV já estabelecidas, como a DirecTV Go, Guigo TV e a Plex TV.

Independente do caminho escolhido, é preciso que o provedor planeje com muito cuidado projetos desse tipo, para que os serviços sejam de qualidade e agreguem valor ao negócio. Confira abaixo os requisitos básicos e como rentabilizar serviços de OTT e IPTV. 

Requisitos básicos para se tornar um provedor de OTT e IPTV

  • Banda Larga: para a IPTV, é essencial a garantia de uma conexão banda larga que ofereça no mínimo 4MBPS, com qualidade nas transmissões e sem comprometer o restante da banda.
  • Atendimento ao Consumidor: em serviços disponibilizados pela Internet, é comum que problemas de várias naturezas ocorram e quando isso acontece, os clientes desejam ter uma plataforma rápida e eficiente de atendimento ao consumidor.
  • Controle de Qualidade: é primordial que o OTT e a IPTV sejam rápidas, não travem e ofereçam alta definição de imagem, e para controlar isso, é essencial configurar um sistema que monitore e controle a qualidade do serviço prestado. 

Como rentabilizar os serviços de OTT e IPTV 

  • Promoção: as promoções são sempre atrativas, para serviços de OTT e IPTV, a experimentação é essencial. Para atrair clientes, ofereça um mês de teste grátis, para os clientes já fidelizados, ofereça mais canais sem custos iniciais.
  • Triple-play:aumente a fidelização de seus clientes e ofereça o combo triple-play, disponibilizando os serviços de telefonia, Internet e TV por assinatura, simultaneamente.
  • Analise a concorrência:para estar à frente, é essencial conhecer a concorrência, para isso, conheça suas áreas de cobertura, promoções e canais de transmissão.
  • Indicação: se você prestar um bom serviço, seus clientes te indicarão automaticamente. Além disso, ofereça descontos para aqueles que trouxerem novos clientes.

E aí, gostou? Vale lembrar que em qualquer um dos casos, o provedor precisa de conectividade de alta velocidade e confiável e nesse ponto a Eletronet pode ajudar. Com nossa rede de fibra OPGW de 17 mil km, presente em mais de 18 Estados, podemos garantir a segurança e tranquilidade que o provedor necessita para oferecer serviços de OTT e IPTV. Entre em contato conosco!

Summary
Streaming e IPTV: mais ofertas para o provedor rentabilizar os ganhos
Article Name
Streaming e IPTV: mais ofertas para o provedor rentabilizar os ganhos
Description
As boas práticas de segurança da informação são a garantia de que o seu negócio mantenha o nível de qualidade e confiabilidade para seus clientes
Author
Publisher Name
Eletronet
Publisher Logo

Quer saber mais sobre o Mundo dos Provedores de Internet ?

Assine nossa Newsletter e Receba novidades exclusivas!

Comentários