Surgimento e evolução da Internet no Brasil

Surgimento e evolução da Internet no Brasil - Eletronet
FACEBOOK
LINKEDIN
TWITTER

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

Surgimento e evolução da Internet no Brasil - EletronetSurgimento e evolução da Internet no Brasil

A internet chegou ao Brasil em 1981 por meio da Bitnet, uma rede de universidades fundada em 1981 e que ligava Universidade da Cidade de Nova York (CUNY) à Universidade Yale, em Connecticut. Ela conectava, por meio de um fio de cobre dentro de um cabo submarino, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) ao Fermilab, laboratório de física especializado no estudo de partículas atômicas, que ficava em Illinois, nos Estados Unidos.

A partir de 1994, a internet se desloca da academia e começa a ser comercializada. A Embratel lança o Serviço Internet Comercial, em caráter experimental e com conexão internacional de 256 Kbps, onde cerca de cinco mil usuários foram escolhidos para testar o serviço. Em maio de 1995, o serviço se torna definitivo no país e o Ministério das Comunicações decide pela exploração comercial, tornando a internet tendência no país e a popularizando cada vez mais.

Mais informações na Eletronet
Conheça também: Tecnologia em Links Dedicados

Veja também: Notícias para provedores

Mas foi só em 1996 que os primeiros players do mercado de provedores iniciaram as operações e, em 1998, devido ao aumento da infraestrutura e, principalmente, pelo crescimento do número de usuários/ mercado consumidor, o Brasil já era o 19º lugar em número de hosts no mundo, ficando atrás somente dos Estados Unidos e Canadá no continente.

A internet passou a ser fundamental no dia a dia das pessoas e das empresas, que começaram um processo de digitalização muito forte. A banda larga se consolidou, mesmo com problemas estruturais, e continuou crescendo no Brasil. E os provedores de serviço de internet tornaram-se cada vez mais importantes na manutenção e ampliação da tecnologia.

Cerca de dez anos depois, em 2007, o mercado de provimento de internet movimentava cerca de US$ 114 bilhões em comércio eletrônico. A internet possuía uma base de 40 milhões de computadores instalados no país, cerca de 18 milhões de internautas residenciais, de acordo com o Ibope/NetRatings, em um terreno arado por grandes players do mercado.

Caminho para a democratização

Segundo o último levantamento da Teleco – principal consultoria brasileira de telecomunicações -, feito em 2015, o Brasil conta com mais de 102 milhões de domicílios conectados, o que representa 58% da população brasileira.

Mesmo com o volume significativo de usuários, o acesso à internet ainda não está totalmente difundido. Estudo recente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostrou que mais de 11 milhões de domicílios no país poderiam pagar pelo acesso à banda larga fixa ou móvel (3G ou 4G), mas não tem o serviço disponível nas suas localidades.

Demandas em cidades do interior e da zona rural criaram, e ainda criam, oportunidades para que diversos provedores ingressem neste mercado. É um setor que cresce sustentavelmente e, segundo a Associação Brasileira de Internet (Abranet), são fundamentais na democratização da banda larga no Brasil.

Conheça a rede da Eletronet e saiba como podemos, por meio das operadoras e provedores, atender a mais de 18 estados brasileiros: https://eletronet.com/rede/

 

Autor: Herivelto Raimundo L. Macedo, gerente de Engenharia[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_separator color=”mulled_wine” align=”align_left” border_width=”2″ el_width=”80″][vc_column_text css=”.vc_custom_1511532702510{margin-bottom: -15px !important;}”]Quer saber mais sobre o Mundo dos Provedores de Internet?
Assine nossa newsletter e receba novidades exclusivas!
[/vc_column_text][vc_empty_space height=”10px”][ninja_form id=”7″][vc_empty_space height=”20px”][vc_separator color=”mulled_wine” align=”align_left” border_width=”2″ el_width=”80″][/vc_column][/vc_row]

Quer saber mais sobre o Mundo dos Provedores de Internet ?

Assine nossa Newsletter e Receba novidades exclusivas!

Comentários